Firmou Saravah no orun

Pierre Barouh Saravah

Morreu ontem o Pierre Barouh, cantor e ator francês que era apaixonado pela música brasileira, o que acabou por levá-lo a rodar o filme Saravah, em 1969.

Voltemeia nas redes sociais circula trechos da película, mas nem todo mundo sabe que é um filme. Uma delícia, um climão alto astral, ver imagens de Pixinguinha, Clementina e João da Baiana ao lado dos novinhos Maria Bethânia, Baden Powell e Paulinho da Viola, entre outros.

Uma curiosidade é que na onda do filme, Pierre criou o selo musical Saravah junto com o mestre Naná Vasconcelos, que também faleceu neste 2016, há uns meses.

Então, firmou Saravah no orun.

pra baixar numa qualidade melhor, tem o torrent no Making Off 

“Foi no mês de fevereiro de 1969 que o diretor de cinema francês Pierre Barouh desembarcou no Rio de Janeiro disposto a registrar em película momentos de uma música que, embora conhecesse pouco, o fascinava intensamente. O olhar do estrangeiro, de coração aberto para a música brasileira, capturou imagens que durante 36 anos permaneceram desconhecidas no país. Aqueles momentos registrados viraram o documetário Saravah, resultado das sessões de filmagem de Barouh com os ancestrais Pixinguinha e João da Baiana, então octagenários, os jovens Maria Bethânia (aos 21 anos) e Paulinho da Viola, tendo Baden Powell como elo de ligação entre gerações tão distantes e fundamentais da arte brasileira. Interessado nas intervenções culturais e religiosas da presença da África no Brasil, Barouh entrevista João da Baiana que, acompanhado por Baden ao violão, sapateia e toca prato e faca, enquanto entoa “Okekerê”, de sua autoria, e “Yaô”, de Pixinguinha. Um momento em que a história atemporal do Brasil é materializada em imagens pelas lentes de Barouh.”

Músicas deste filme
– Samba da Benção (Saravah)
– Canto de Iemanjá
– Que quere que que / Yaô
– Sermão
– Coração Vulgar
– Rosa Maria
– Tudo é Ilusão / Minhas Madrugadas / Pecadora / Coisas do Mundo Minha Nega
– Pranto de Poeta
– Baby
– Tropicália
– Frevo no. 1 do Recife
– Pra Dizer Adeus
– Lamento
– Formosa
– Tempo de Amor
– Samba da Benção (Saravah)

Pierre Barouh Saravah

Capa do filme Saravah

Pierre Barouh com o demolidor Baden Powell Não achei a autoria da foto


Deixar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *