Mestra é mestra, né pai?

Essa semana esbarrei com um post no facebook da mestra Dona Raquel Trindade comentando sobre a real ameaça de privatização da Petrobras. Em apenas uma frase, uma pequena sentença, uma história de vida, um posicionamento político bem sólido e uma mensagem de seguir em frente na luta. Aos 92 anos, essa mulher incrível continua espalhando a energia da Arte e da Cultura por onde passa.

Daí que curiosamente nesse mesmo dia, meu amigo Paulo Henrique Reis, também na rede do zuckerberg, comenta que Mãe Stella de Oxossi, também aos 92 anos, tem tocado um canal no youtube! Rapáiz…

Me fez lembrar de uns três ou quatro anos em que estava falando num evento da UNE na Fundição Progresso, cheiaço, papo quente, e adentra Mãe Edelzuíta, com sua presença luminosa, vestida com garbo, e pede a palavra. “Só pra dar uma palavrinha pra esses jovens aí, aproveitando que passei por aqui”. E começa falando que começou a estudar Direito aos 65 anos e que era pra galera não desistir de brigar pelo país, pela Educação pública e contra o racismo. Não lembro todo o teor do papo, mas lembro o efeito impactante de sua presença e suas palavras na audiência. Fiquei com esse episódio por dias na mente.

Mestra é mestra.

Não é por falta de lição… Bora botar esse baixo astral de lado e lembrar que a luta pela Vida continua e é pra sempre.

Enquanto há bambu, vai ter flecha“, frase sagaz que o chapa Ricardo Mansur me lembrou dia desses.

 


Deixar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *